COMBONIANUM – Spiritualità e Missione

Blog di FORMAZIONE PERMANENTE MISSIONARIA – Uno sguardo missionario sulla Vita, il Mondo e la Chiesa MISSIONARY ONGOING FORMATION – A missionary look on the life of the world and the church

Ateu em Wall Street, crente entre os pobres.

Ateu em Wall Street, crente entre os pobres.

Citigroup resultsOs média amplificaram a voz daqueles que nos Estados Unidos levaram a mal os excertos da exortação “A alegria do Evangelho” em que o papa critica a teoria da «recaída favorável», pela qual  «todo o crescimento económico, favorecido pelo livre mercado, consegue por si mesmo produzir maior equidade e inclusão social no mundo», e na qual denuncia a «cultura do bem-estar» que nos anestesia, que nos torna incapazes de experimentar a compaixão diante do grito de dor dos outros. Mas há quem, vindo do coração do capitalismo, Wall Street, tenha encontrado estas e outras palavras de Bergoglio acertadíssimas.

Chris Arnade, depois de um doutoramento em física na Universidade John Hopkins, trabalhou durante 20 anos como comprador e vendedor de aplicações financeiras para a Salomon Brothers, a banca de investimento que mais tarde foi integrada no colosso Citigroup. Em 2012 decidiu deixar o mundo da finança, uma carreira com salários de seis algarismos, exaurido a nível existencial e cansado de um mundo que deixou de sentir como seu. Permaneceu em Nova Iorque mas mudou de atividade, dedicando-se à fotografia. E em Manhattan voltou as atenções para Hunts Point, no bairro do Bronx, um dos cantos mais degradados da América, onde mais de metade dos 50 mil habitantes vive abaixo do nível de pobreza, onde a taxa de criminalidade é a mais elevada de toda a região de Nova Iorque, e onde a heroína e o crack são omnipresentes, entre tráfico e toxicodependência.

Arnade começou a documentar este mundo de rejeitados, de vidas à margem da sociedade, e começou a contar num jornal do outro lado do Atlântico, o “Guardian”, aquilo que estava a aprender dia após dia. A 11 de dezembro comentou a escolha feita pela revista “Time” de nomear Bergoglio homem do ano e apresentou “A alegria do Evangelho” como uma leitura imprescindível para católicos e não católicos. A peça comparava as denúncias feitas por outra personagem do ano, Edward Snowden, com o papel idêntico desempenhado pelo papa em relação aos pobres.

«Quando eu trabalhava em Wall Street nos anos 90, viajei a negócios para o país natal do papa Francisco, a Argentina. Eu era um dos muitos estrangeiros que lhes dizia como precisavam de profundas reformas no país, abrindo-o ao mercado livres. E eles abraçaram o mercado livro. Isso resultou bem até deixar de funcionar, terminando num enorme “crash” em 2001. As taxas de pobreza subiram durante esse período», escreveu nesse artigo.

«Nós, os banqueiros, andávamos de táxi, passando ao largo das barracas que circundavam o centro de Buenos Aires. Nenhum banqueiro lá punha os pés. Dizia-se que era demasiado perigoso. Em vez disso, mexíamo-nos entre os números das folhas de cálculo, números que representavam pessoas. O papa Francisco ia realmente às barracas. Regularmente. Viu aquilo que nós não vimos. Como escreveu na sua exortação apostólica: os seres humanos são considerados bens de consumo para serem usados e depois descartados.»

«A vitória do mercado livre – continuava o texto – tornou a “empatia” um palavrão. É-o seguramente em Wall Street. Não se consegue fazer dinheiro se começarmos a perguntar como é que ele é feito, quem é ferido e quem fica para trás.»

Mas as maiores atenções voltaram-se para o artigo que Arnade assinou na véspera de Natal, que até hoje recolheu mais de 2300 comentários de leitores: «As pessoas que mais desafiaram o meu ateísmo foram drogados e prostitutas».

Definindo-se ateu desde os 16 anos, desde sempre admirador da prosa cáustica de Richard Dawkins, Arnade reconsiderou a sua posição, impelido pela fé que encontrou entre os “left behind”, os últimos. Aqueles que na sua perspetiva deveriam ser os mais convictos defensores da não existência de Deus, dado o inferno em que se encontravam. E no entanto…

«Sarah, 15 anos passados na rua, traz sempre uma cruz ao pescoço. Sempre. Michael, 30 anos nas ruas, traz um terço no bolso. Sempre. E em cada casa de consumidores de crack, no prédio mais abjeto e desolado, pode encontrar-se uma Bíblia aberta entre seringas, isqueiros e cachimbos de crack.»

Takeesha, uma infância de abusos e uma vida que acabou no mercado do sexo, pediu ao seu entrevistador para ser apresentada assim: «Prostituta, mãe de seis filhos e filha de Deus». Escreve Arnade: «Somos todos pecadores. Nas ruas os viciados, os últimos, com as suas batalhas e a proximidade com a morte diárias, compreenderam-no visceralmente. Muitas pessoas de sucesso não. O seu sentido de si e a sua frieza emotiva anestesiaram a perceção da sua falibilidade».

Muito depressa o ateísmo passa a ser visto pelo ex-agente de Wall Street como uma posição intelectual acessível principalmente àqueles que tiveram sucesso na vida. Disse adeus ao “seu” Richard Dawkins, que olha agora com outra perspetiva: «Orgulhoso da sua inteligência, incapaz de compreender porque é que alguém acreditaria ou pensaria de maneira diferente da dele», «distante da humanidade e da ambiguidade da vida». «Vejo alguém que faz o que diz odiar nos outros. Pregando a partir de uma posição de vantagem egoísta.»

Andrea Galli
In Avvenire

http://www.snpcultura.org/ateu_em_wall_street_crente_entre_os_ultimos.html

Rispondi

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo di WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione /  Modifica )

Google photo

Stai commentando usando il tuo account Google. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione /  Modifica )

Connessione a %s...

Questo sito utilizza Akismet per ridurre lo spam. Scopri come vengono elaborati i dati derivati dai commenti.

Informazione

Questa voce è stata pubblicata il 24/02/2014 da in Atualidade eclesial, Atualidade social, PORTUGUÊS con tag , , .

  • 542.033 visite
Follow COMBONIANUM – Spiritualità e Missione on WordPress.com

Inserisci il tuo indirizzo email per seguire questo blog e ricevere notifiche di nuovi messaggi via e-mail.

Unisciti ad altri 931 follower

San Daniele Comboni (1831-1881)

COMBONIANUM

Combonianum è stato una pubblicazione interna di condivisione sul carisma di Comboni. Assegnando questo nome al blog, ho voluto far rivivere questo titolo, ricco di storia e patrimonio carismatico.
Il sottotitolo Spiritualità e Missione vuole precisare l’obiettivo del blog: promuovere una spiritualità missionaria.

Combonianum was an internal publication of sharing on Comboni’s charism. By assigning this name to the blog, I wanted to revive this title, rich in history and charismatic heritage.
The subtitle
Spirituality and Mission wants to specify the goal of the blog: to promote a missionary spirituality.

Sono un comboniano affetto da Sla. Ho aperto e continuo a curare questo blog (tramite il puntatore oculare), animato dal desiderio di rimanere in contatto con la vita del mondo e della Chiesa, e di proseguire così il mio piccolo servizio alla missione.
I miei interessi: tematiche missionarie, spiritualità (ho lavorato nella formazione) e temi biblici (ho fatto teologia biblica alla PUG di Roma)

I am a Comboni missionary with ALS. I opened and continue to curate this blog (through the eye pointer), animated by the desire to stay in touch with the life of the world and of the Church, and thus continue my small service to the mission.
My interests: missionary themes, spirituality (I was in charge of formation) and biblical themes (I studied biblical theology at the PUG in Rome)

Manuel João Pereira Correia combonianum@gmail.com

Disclaimer

Questo blog non rappresenta una testata giornalistica. Immagini, foto e testi sono spesso scaricati da Internet, pertanto chi si ritenesse leso nel diritto d’autore potrà contattare il curatore del blog, che provvederà all’immediata rimozione del materiale oggetto di controversia. Grazie.

Categorie

%d blogger hanno fatto clic su Mi Piace per questo: