COMBONIANUM – Spiritualità e Missione

–– Sito di FORMAZIONE PERMANENTE MISSIONARIA –– Uno sguardo missionario sulla Vita, il Mondo e la Chiesa A missionary look on the life of the world and the church –– VIDA y MISIÓN – VIE et MISSION – VIDA e MISSÃO ––

Se o projeto europeu descarrilasse…

Eleições para o Parlamento Europeu/2014

«Temos demasiado a perder se o projeto europeu descarrilar»:
Bispos apelam ao voto, apontam critérios de eleição e lembram efeitos «trágicos» da crise.

parlamento_europeuOs membros da Comissão dos Episcopados da Comunidade Europeia (Comece) publicaram uma nota sobre as eleições para o Parlamento Europeu, marcadas para o próximo domingo em Portugal, em que apelam ao voto e declaram o apoio ao «projeto europeu», ao mesmo tempo que denunciam a situação «trágica» causada pela crise económica em parte significativa da população.

«Nós, Bispos Católicos, apelamos a que o projeto europeu não seja posto em risco ou abandonado na presente situação de dificuldades. É essencial que todos nós – políticos, candidatos, todos os interessados – contribuamos de forma construtiva para moldar o futuro da Europa. Temos demasiado a perder se o projeto europeu descarrilar», sublinham os prelados.

Por este motivo «é essencial» que os cidadãos europeus compareçam às urnas e o façam «seguindo os ditames de uma consciência informada», critério a que o documento procura responder destacando «questões de relevo», lidas à luz «da doutrina social da Igreja», que são dirigidas «em primeiro lugar» aos católicos, mas também a «todos os homens e mulheres de boa vontade empenhados no êxito do projeto europeu».

O texto vinca a importância de os candidatos a deputados estarem «cientes dos danos colaterais da crise económica e bancária iniciada em 2008», que se manifestam no facto de o «número dos “novos pobres”» estar a crescer «a um ritmo alarmante», a par da «frustração das perspetivas de futuro de muitos (…) jovens».

«A situação é dramática, para muitos até mesmo trágica», escreve a Comece, salientando que as dificuldades na economia, causadas pelo «colapso do sistema bancário», tornaram «mais tensas as relações entre os Estados Membros» e constituíram «um desafio ao princípio fundamental da solidariedade entre as partes da União».

Depois de recordar que «o projeto europeu inspira-se por numa visão nobre da humanidade», a nota assinala que «os cidadãos, comunidades e até mesmo os Estados-nação devem ser capazes de pôr de lado o interesse particular em busca do bem comum».

A «solidariedade» é um «pilar da União», pelo que «deve presidir à política, na UE [União Europeia], a todos os níveis, entre nações, regiões e grupos populacionais», apontam os prelados, que exortam à construção de «um mundo diferente, baseado na solidariedade».

«Uma cultura de moderação deve inspirar a economia social de mercado e a política ambiental. Temos de aprender a viver com menos e procurar que as pessoas em situação de pobreza real participem de uma forma mais equitativa na distribuição dos bens», defendem os prelados.

A Comece recorda igualmente que «a vida humana deve ser protegida desde o momento da conceção até à morte natural», e que «a família, célula-base da sociedade, também deve gozar também da proteção de que necessita».

O documento menciona também o fenómeno crescente, e muitas vezes dramático, das pessoas de outros continentes que procuram na Europa, mesmo ilegalmente, melhores condições de vida.

«É de vital importância que o tratamento de migrantes nos pontos de entrada seja humano, que os seus direitos humanos sejam escrupulosamente respeitados e que, posteriormente, todos os esforços sejam envidados, inclusivamente pelas Igrejas, para garantir uma boa integração nas sociedades de acolhimento no seio da UE», aponta o texto.

Por outro lado, é preciso o compromisso «com uma abordagem mais ecológica», lembrando que «a sustentabilidade é um elemento fundamental de qualquer política de crescimento ou desenvolvimento».

Os bispos assinalam também a importância de garantir a «liberdade religiosa», que «inclui o direito de manifestar as suas crenças em público», e exprimem o apoio a «todas as medidas para proteger o dia comum de descanso semanal, que é o domingo».

Os membros da Comece chamam ainda a atenção «para o nível e qualidade dos cuidados a que têm direito» os idosos, «sem deixar de apelar igualmente para políticas que criem novas oportunidades para os jovens».

Rui Jorge Martins

http://www.snpcultura.org

Annunci

Rispondi

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione /  Modifica )

Google photo

Stai commentando usando il tuo account Google. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione /  Modifica )

Connessione a %s...

Questo sito utilizza Akismet per ridurre lo spam. Scopri come vengono elaborati i dati derivati dai commenti.

Informazione

Questa voce è stata pubblicata il 24/05/2014 da in Atualidade social, PORTUGUÊS con tag .

  • 318.860 visite
Follow COMBONIANUM – Spiritualità e Missione on WordPress.com

Inserisci il tuo indirizzo email per seguire questo blog e ricevere notifiche di nuovi messaggi via e-mail.

Segui assieme ad altri 722 follower

San Daniele Comboni (1831-1881)

COMBONIANUM

Combonianum è stata una pubblicazione interna nata tra gli studenti comboniani nel 1935. Ho voluto far rivivere questo titolo, ricco di storia e di patrimonio carismatico.
Sono un comboniano affetto da Sla. Ho aperto e continuo a curare questo blog (tramite il puntatore oculare), animato dal desiderio di rimanere in contatto con la vita del mondo e della Chiesa, e di proseguire così il mio piccolo servizio alla missione.
Pereira Manuel João (MJ)
combonianum@gmail.com

Disclaimer

Questo blog non rappresenta una testata giornalistica. Immagini, foto e testi sono spesso scaricati da Internet, pertanto chi si ritenesse leso nel diritto d’autore potrà contattare il curatore del blog, che provvederà all’immediata rimozione del materiale oggetto di controversia. Grazie.

Categorie

%d blogger hanno fatto clic su Mi Piace per questo: