COMBONIANUM – Spiritualità e Missione

Blog di FORMAZIONE PERMANENTE MISSIONARIA – Uno sguardo missionario sulla Vita, il Mondo e la Chiesa MISSIONARY ONGOING FORMATION – A missionary look on the life of the world and the church

A Teoria das Janelas Quebradas.

A Teoria das Janelas Quebradas:
um incentivo à miséria e à violência.

A Teoria das Janelas Quebradas, um incentivo à miséria e à violência

O que acontece quando um carro em um bairro nobre aparece com um vidro partido…

Em 1969, o professor Phillip Zimbardo fez uma experiência de psicologia social na Universidade norte-americana de Stanford: ele deixou dois carros idênticos, da mesma marca, modelo e cor, abandonados na via pública.

Um dos carros ficou no Bronx, que era uma área pobre e conflituosa de Nova Iorque. O outro foi deixado em Palo Alto, uma região rica e segura da Califórnia. Uma equipe de especialistas em psicologia social estudaria o comportamento dos moradores de cada local.

O carro abandonado no Bronx começou em poucas horas a ser depredado: levaram rodas, motor, espelhos, tudo o que pudesse ser aproveitado. E não só isto: destruíram tudo o que não puderam levar embora. Enquanto isso, o carro abandonado em Palo Alto continuou intacto.

Mas a experiência não terminou. Depois de uma semana sem que o carro de Palo Alto sofresse danos, os pesquisadores quebraram um dos seus vidros.

O que aconteceu então? Em pouco tempo, o veículo abandonado em uma rua de uma rica localidade californiana ficou no mesmo estado do carro que tinha sido vandalizado no bairro pobre nova-iorquino.

Por que a janela quebrada de um carro abandonado numa área rica dispara um processo delituoso tão semelhante ao que seria comum numa região pobre? O problema não parece estar na pobreza em si, mas em algo relacionado com a psicologia humana e social. Um vidro quebrado passa a ideia de deterioração, despreocupação, ausência da lei, quebra dos códigos de convivência. Cada nova pedrada no carro intensifica essa percepção e o próprio fenômeno da depredação irracional.

Após esta pesquisa e outras experiências posteriores, James Q. Wilson e George Kelling desenvolveram a “Teoria das Janelas Quebradas”, que observa que o delito é proporcionalmente maior nas regiões em que é maior o descuido, a desordem e o abandono cotidiano. Quando os sinais de deterioração são manifestos e permanentes e parece que ninguém se importa com eles, o delito tem um campo fértil para crescer.

A Teoria das Janelas Quebradas foi aplicada na década de 1980 no metrô de Nova Iorque, um dos pontos mais perigosos da cidade na época. A prefeitura começou a combater as pequenas transgressões: pichações, sujeira, usuários alcoolizados, pequenos roubos, desordem, tentativas de acessar os trens sem pagar. Começando pelo pequeno, conseguiu-se o grande resultado de tornar o metrô de Nova Iorque um lugar bem mais seguro.

Pequenas transgressões como estacionar em vagas reservadas, ultrapassar o limite de velocidade e furar o sinal vermelho são suficientes, quando não há punições, para implantar uma atitude geral de irresponsabilidade no trânsito. Xingamentos, gritos e tapas aplicados como coisa normal na “educação” dos filhos são incentivos a formar adultos problemáticos: ou carentes de autoestima e de segurança pessoal, ou violentos a exemplo dos pais. Praças, viadutos e terrenos baldios abandonados à sujeira são ocupados pela delinquência, criando bolsões de insegurança espalhados pelas cidades.

Há medidas, é claro, que cabem ao poder público. Mas nós, “o povo”, estamos fazendo a nossa parte?

http://www.aleteia.org/

18.03.2015

 

Rispondi

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo di WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione /  Modifica )

Google photo

Stai commentando usando il tuo account Google. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione /  Modifica )

Connessione a %s...

Questo sito utilizza Akismet per ridurre lo spam. Scopri come vengono elaborati i dati derivati dai commenti.

Informazione

Questa voce è stata pubblicata il 23/03/2015 da in Atualidade social, PORTUGUÊS con tag , , .

  • 469.929 visite
Follow COMBONIANUM – Spiritualità e Missione on WordPress.com

Inserisci il tuo indirizzo email per seguire questo blog e ricevere notifiche di nuovi messaggi via e-mail.

Unisciti ad altri 883 follower

San Daniele Comboni (1831-1881)

COMBONIANUM

Combonianum è stata una pubblicazione interna nata tra gli studenti comboniani nel 1935. Ho voluto far rivivere questo titolo, ricco di storia e di patrimonio carismatico.
Sono un comboniano affetto da Sla. Ho aperto e continuo a curare questo blog (tramite il puntatore oculare), animato dal desiderio di rimanere in contatto con la vita del mondo e della Chiesa, e di proseguire così il mio piccolo servizio alla missione.
Pereira Manuel João (MJ)
combonianum@gmail.com

Disclaimer

Questo blog non rappresenta una testata giornalistica. Immagini, foto e testi sono spesso scaricati da Internet, pertanto chi si ritenesse leso nel diritto d’autore potrà contattare il curatore del blog, che provvederà all’immediata rimozione del materiale oggetto di controversia. Grazie.

Categorie

%d blogger hanno fatto clic su Mi Piace per questo: