COMBONIANUM – Spiritualità e Missione

–– Sito di FORMAZIONE PERMANENTE MISSIONARIA –– Uno sguardo missionario sulla Vita, il Mondo e la Chiesa A missionary look on the life of the world and the church –– VIDA y MISIÓN – VIE et MISSION – VIDA e MISSÃO ––

EUA e Europa mantêm domínio na venda mundial de armas mas Rússia e Ásia sobem.

Os fabricantes de armas da América do Norte e Europa Ocidental dominaram a venda de armas em 2014, mas a quota de mercado baixou em comparação com aumentos verificados na Rússia e Ásia.

Il mercato delle armi 3

De acordo com um relatório do Stockholm International Peace Research Institute (SIPRI), as vendas das cem maiores empresas produtoras de armas e serviços militares baixou 1,5 por cento desde 2013, para fixar-se nos 364 biliões de euros.

Segundo o SIPRI, o valor das vendas está em queda pelo quarto ano consecutivo, embora surjam aumentos noutras partes do mundo.

As empresas do setor com base nos Estados Unidos e na Europa Ocidental continuam a dominar o ´top 100´ das vendas, com 80 por cento do mercado total.
Em primeiro lugar está a norte-americana Lockheed Martin, cujas vendas aumentaram 3,9% para se fixarem nos 34,1 biliões de euros em 2014.

Contudo, as vendas diminuíram 3,2% entre 2013 e 2014, o que na Europa Ocidental é explicado pela diminuição da procura, segundo o SIPRI: “É mais fácil cortar nas despesas com armamento do que cortar nos salários”, afirma Siemon Wezeman, um investigador sénior naquele organismo sueco.

Em contrapartida, as 36 empresas que representam o resto do mundo na lista registaram uma subida de 25%, resultante em grande parte de um aumento de 50 por cento nas vendas de armas na Rússia.
“As empresas russas estão a aproveitar a onda do aumento nacional de compras e exportação de armas”, disse Siemon Wezeman.

A empresa russa que obteve vendas mais elevadas foi a Almaz-Antey, conquistando o 11.º lugar, num valor de oito biliões de euros.
Esta empresa fabricou o míssil BUK que foi usado alegadamente para abater o avião comercial da Malaysia Airlines Boeing 777 em julho de 2014, que sobrevoava a Ucrânia.

Grande parte da produção de armas na Rússia é usada pelas forças armadas do país, mas também vai para clientes noutras partes do mundo, incluindo a índia e a China.

O SIPRI também refere que, ao fim de cinco anos de guerra no país, a Síria deixou de ser um cliente importante para a Rússia: “Os russos dizem basicamente que só entregam armas se forem pagas, e de contrário não o fazem”.

Na lista há ainda fabricantes emergentes como a ASELSAN, que aumentou as vendas em 5,6% no ano passado, mas desceu no ranking do 66.º para o 73.º lugar, e a Turkish Aerospace Industry (TAI), que entrou para o 89.º lugar da lista, com um aumento das vendas de 15,1%.

Empresas da Coreia do Sul também aumentaram as vendas em 2014, com uma subida de 10,5% comparado com o ano anterior.
Um total de 15 companhias asiáticas, excluindo as chinesas, também entrou pela primeira vez nesta lista dos cem maiores produtores de armas do mundo.

O SIPRI não inclui a China na lista, justificando que não existem dados suficientemente fiáveis para a avaliação.

Lusa 14 Dez, 2015
http://www.rtp.pt

 

Rispondi

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo di WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione /  Modifica )

Google photo

Stai commentando usando il tuo account Google. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione /  Modifica )

Connessione a %s...

Questo sito utilizza Akismet per ridurre lo spam. Scopri come vengono elaborati i dati derivati dai commenti.

Informazione

Questa voce è stata pubblicata il 17/12/2015 da in Atualidade social, PORTUGUÊS con tag , .

  • 349.245 visite
Follow COMBONIANUM – Spiritualità e Missione on WordPress.com

Inserisci il tuo indirizzo email per seguire questo blog e ricevere notifiche di nuovi messaggi via e-mail.

Segui assieme ad altri 759 follower

San Daniele Comboni (1831-1881)

COMBONIANUM

Combonianum è stata una pubblicazione interna nata tra gli studenti comboniani nel 1935. Ho voluto far rivivere questo titolo, ricco di storia e di patrimonio carismatico.
Sono un comboniano affetto da Sla. Ho aperto e continuo a curare questo blog (tramite il puntatore oculare), animato dal desiderio di rimanere in contatto con la vita del mondo e della Chiesa, e di proseguire così il mio piccolo servizio alla missione.
Pereira Manuel João (MJ)
combonianum@gmail.com

Disclaimer

Questo blog non rappresenta una testata giornalistica. Immagini, foto e testi sono spesso scaricati da Internet, pertanto chi si ritenesse leso nel diritto d’autore potrà contattare il curatore del blog, che provvederà all’immediata rimozione del materiale oggetto di controversia. Grazie.

Categorie

%d blogger hanno fatto clic su Mi Piace per questo: