COMBONIANUM – Formazione e Missione

–– Sito di FORMAZIONE PERMANENTE MISSIONARIA –– Uno sguardo missionario sulla Vita, il Mondo e la Chiesa A missionary look on the life of the world and the church –– VIDA y MISIÓN – VIE et MISSION – VIDA e MISSÃO ––

Ecumenismo: Congresso «Juntos Pela Europa» pede às igrejas a plena comunhão

Iniciativa decorreu em Munique afirmando que a Europa não pode ser «uma fortaleza» com novas fronteiras.

António Marujo, jornalista do religionline.blogspot.pt em serviço especial para a Agência ECCLESIA (o texto está redigido segundo a anterior norma ortográfica)


Manifestação pública do Congresso Juntos pela Europa, em Munique


Munique, Alemanha, 02jul (Ecclesia) – O congresso Juntos Pela Europa, que terminou este sábado em Munique (Baviera, Alemanha), apelou aos responsáveis das diferentes igrejas cristãs que “ultrapassem as divisões”.
“Enquanto cristãos, queremos viver juntos, na reconciliação e em plena comunhão”, pedem no documento final os cerca de dois mil participantes reconhecendo o contra-testemunho que é dado pela divisão das igrejas.

Em Outubro do próximo ano, completam-se 500 anos do início da Reforma de Lutero, que levou ao Cisma do Ocidente.
“Quinhentos anos de separação já são demais”, lembraram vários intervenientes no encontro.

Ao mesmo tempo, o documento final insiste numa ideia repetida por diferentes intervenientes e de muitos modos durante os três dias de trabalho: a Europa, com uma profunda crise a manifestar-se em vários aspectos não deve tornar-se “uma fortaleza e erigir novas fronteiras”.
“Não há alternativa ao viver juntos”, consideram.
As “experiências terríveis de duas guerras mundiais” já deveria ser suficiente para se perceber como pode acabar a lógica dos egoísmos nacionais ou culturais, avisam os participantes.

A questão dos refugiados acabou por estar presente, implícita e explicitamente, em muitas intervenções do congresso, apontando-se boas práticas como as que estão a decorrer em Itália por iniciativa da Comunidade de Santo Egídio e das igrejas evangélicas.

O presidente da Comunidade de Santo Egídio, Marco Impagliazzo, disse em Munique que pediram ao governo italiano a suspensão de um artigo do Acordo de Schengen por motivos humanitários, de modo a que o país possa conceder um milhar de vistos a refugiados em situação de extrema vulnerabilidade: doentes, deficientes, mães com crianças.

Estabelecendo corredores humanitários seguros, com a viagem aérea paga por aquelas organizações e a integração em comunidades locais, os refugiados escapam à morte no mediterrâneo ou às redes mafiosas que ganham dinheiro com a tragédia.

Impagliazzo diz que a ideia pode ser reproduzida em outros países e disse que na Polónia, a Conferência Episcopal vai pedir ao Governo a mesma decisão e em França está previsto, para a próxima semana, um encontro de responsáveis da Comunidade com o ministro dos Negócios Estrangeiros.
“Espero que Portugal também” decida o mesmo, acrescenta.

Para Portugal, o Juntos Pela Europa representa um “desafio enorme”, disse à ECCLESIA a presidente da Conferência Nacional do Apostolado dos Leigos, Alexandra Viana Lopes.
“Somos chamados a agir pela aprendizagem da diversidade dentro da Igreja Católica, entre cristãos de diferentes confissões, na política ou em outras realidades sociais”, afirma.

Dando o exemplo da política, a responsável da CNAL diz que os cristãos envolvidos na política deveriam reflectir em conjunto sobre como encontrar caminhos de solução para a economia e outros domínios de acção.

“Podemos receber mais refugiados, mesmo se a Igreja e a sociedade civil já têm trabalho nesta matéria. O bloqueio é a política europeia”, acrescenta, sobre a questão dos que buscam protecção na Europa.

Acerca do diálogo ecuménico, Alexandra Viana Lopes diz que já há trabalho comum com algumas igrejas evangélicas, mas que é preciso alargar o campo de reflexão e de acção conjunta.

AM/PR
Agência Ecclesia
02 de Julho de 2016


 

Annunci

Rispondi

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione /  Modifica )

Google photo

Stai commentando usando il tuo account Google. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione /  Modifica )

Connessione a %s...

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informazione

Questa voce è stata pubblicata il 03/07/2016 da in Atualidade eclesial, Ecumenismo, PORTUGUÊS con tag , .

  • 298.720 visite
Follow COMBONIANUM – Formazione e Missione on WordPress.com

Inserisci il tuo indirizzo email per seguire questo blog e ricevere notifiche di nuovi messaggi via e-mail.

Segui assieme ad altri 576 follower

San Daniele Comboni (1831-1881)

COMBONIANUM

Combonianum è stata una pubblicazione interna nata tra gli studenti comboniani nel 1935. Ho voluto far rivivere questo titolo, ricco di storia e di patrimonio carismatico.
Sono un comboniano affetto da Sla. Ho aperto e continuo a curare questo blog (tramite il puntatore oculare), animato dal desiderio di rimanere in contatto con la vita del mondo e della Chiesa, e di proseguire così il mio piccolo servizio alla missione.
Pereira Manuel João (MJ)
p.mjoao@gmail.com

Disclaimer

Questo blog non rappresenta una testata giornalistica. Immagini, foto e testi sono spesso scaricati da Internet, pertanto chi si ritenesse leso nel diritto d’autore potrà contattare il curatore del blog, che provvederà all’immediata rimozione del materiale oggetto di controversia. Grazie.

Categorie

%d blogger hanno fatto clic su Mi Piace per questo: