COMBONIANUM – Formazione Permanente

UNO SGUARDO MISSIONARIO SUL MONDO E LA CHIESA Missionari Comboniani – Formazione Permanente – Comboni Missionaries – Ongoing Formation

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos 2018

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos 2018
Tema:
A tua destra, Senhor, esplendorosa de poder 
(Ex 15,6)

FranciscoUnidadCristianos_LOR_180116

Preparado e publicado em conjunto pelo
Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos
e Comissão Fé e Constituição do Conselho Mundial de Igrejas

INTRODUÇÃO AO TEMA PARA O ANO DE 2018
A tua destra, Senhor, esplendorosa de poder (Ex 15,6)

Êxodo 15 nos faz ver como o caminho para a unidade precisa freqüentemente passar por uma experiência comunitária de sofrimento. A libertação dos israelitas da escravidão é o evento fundamental da constituição desse povo. Para os cristãos o processo tem seu clímax na encarnação e no mistério pascal. Embora na libertação/salvação Deus tenha a iniciativa, Deus envolve forças humanas na realização de seu objetivo e nos planos para a redenção de seu povo. Os cristãos, pelo batismo, participam do ministério divino de reconciliação, mas nossas divisões restringem nosso testemunho e nossa missão num mundo necessitado da cura que vem de Deus.

REFLEXÕES BÍBLICAS E ORAÇÕES PARA OS OITO DIAS

DIA 1
Amareis também o estrangeiro, porque fostes estrangeiros no Egito

Levítico 19, 33-34

Amarás o migrante como a ti mesmo.

Salmo 146 O Senhor protege os migrantes
Hebreus 13, 1-3 Alguns, sem saber, acolheram anjos
Mateus 25, 31-46 Eu era estrangeiro e me acolhestes

Depois de se tornar a primeira república negra independente, o Haiti estendeu sua hospitalidade a outros povos escravizados em busca de liberdade. Tempos recentes têm trazido sérias dificuldades econômicas aos haitianos, muitos dos quais abandonaram seu lar, fazendo perigosas viagens na esperança de uma vida melhor. Em muitas situações se depararam com falta de hospitalidade e barreiras legais. O Conselho Caribenho de Igrejas tem se envolvido em questões legais para lidar com aquelas nações que estão restringindo ou negando aos haitianos seus direitos de cidadania.

Reflexão

A lembrança dos israelitas de terem sido estrangeiros na terra do Egito está na base da orientação da Lei que ensina o povo de Deus a acolher em seu meio os estrangeiros. Esperava-se que a memória do seu próprio exílio gerasse empatia e solidariedade com os contemporâneos exilados e estrangeiros. Como aconteceu com Israel, nossa experiência cristã comum da ação salvadora de Deus vem junto com lembranças de estranhamento e alienação – em relação a Deus e seu Reino. Esse tipo de memória cristã tem implicações éticas. Deus restaurou nossa dignidade em Cristo, e nos fez cidadãos do seu Reino, não por alguma coisa que tenhamos feito para merecê-lo mas por um dom gratuito de seu próprio amor. Somos chamados a fazer algo semelhante, livremente e motivados por amor. O amor cristão é amar como o Pai ama, isto é reconhecer e dar dignidade, e assim ajudar a trazer cura para a ferida família humana.

Oração

Deus eterno,
Não pertences a nenhuma cultura ou terra, mas és o Senhor de todos.
Tu nos chamas a acolher o estrangeiro em nosso meio.
Ajuda-nos por teu Espírito a viver como irmãos e irmãs,
acolhendo todos em teu nome, e vivendo na justiça do teu Reino.
Assim oramos em nome de Jesus.
Amém.

A mão direita de Deus está semeando em nossa terra,
Plantando sementes de liberdade, esperança e amor;
Nessas terras de tantos povos, que todas as crianças juntem as mãos
E se tornem UM na mão direita de Deus.

DIA 2
Não mais como escravo, mas como irmão amado

Gênesis 1, 26-28

Deus criou o homem à sua imagem

Salmo 10, 1-10 Por que, Senhor, permaneceres afastado?
Filemon 1-23 Não mais como escravo e, sim, bem mais do que escravo: como irmão bem amado
Lucas 10, 25-37 Parábola do bom samaritano

O tráfico humano é uma forma de escravidão nos dias de hoje, na qual vítimas são forçadas ou enganadas para serem usadas em exploração sexual, trabalho infantil ou armazenamento de órgãos a fim de dar lucros aos exploradores. É uma indústria global que envolve muitos milhões de dólares. É também um problema crescente ao longo do Caribe. Igrejas Reformadas no Caribe têm se unido ao Conselho para a Missão Mundial e ao Conselho Missionário do Caribe e América do Norte para educar comunidades cristãs e acabar com a agressão que é o tráfico humano.

Reflexão

Uma das primeiras coisas que aprendemos sobre Deus na Bíblia hebraica e cristã é que Deus criou a humanidade à sua própria imagem. No entanto, essa profunda e bela verdade tem freqüentemente sido ofuscada ou negada ao longo da história humana. Por exemplo, no Império Romano, a dignidade dos que estavam escravizados era negada. A mensagem do Evangelho é inteiramente diferente disso. Jesus desafia as normas sociais que desvalorizam a dignidade humana dos samaritanos, descrevendo o samaritano como o “próximo” do homem que havia sido atacado na estrada para Jericó – um próximo para ser amado, de acordo com a Lei. E Paulo, com a coragem que lhe vem de Cristo, descreve Onésimo, que tinha sido escravizado, como “um irmão amado”, transgredindo as normas de sua sociedade e afirmando a humanidade de Onésimo.
O amor cristão precisa sempre ser um amor corajoso que ousa ultrapassar fronteiras, reconhecendo em outros uma dignidade igual à sua própria. Como São Paulo, os cristãos precisam ser corajosos bastante em Cristo para erguer uma voz unida, que reconhece claramente as pessoas vítimas do tráfico como seus próximos e seus amados irmãos e irmãs, e então trabalhar juntos para por fim à escravidão dos tempos modernos.

Oração

Generoso Deus,
Fica perto dos que são vítimas de tráfico humano,
assegurando-lhes que estás vendo seu problema e ouvindo seu clamor.
Que a tua Igreja possa estar unida em compaixão e coragem
para trabalhar pelo dia em que ninguém mais será explorado
e todos serão livres para viver com dignidade e paz.
Isso te pedimos em nome do Deus Triuno,
que pode realizar imensamente mais do que seríamos capazes
de pedir ou imaginar.
Amém.

A mão direita de Deus
Está elevando nossa terra,
Erguendo os caídos um por um;
Cada um tem seu nome conhecido,
E é resgatado agora da vergonha
pela elevação da mão direita de Deus.

DIA 3
Seu corpo é templo do Espírito Santo

Êxodo 3, 4-10

Deus liberta os que estão em humana escravidão

Salmo 24, 1-6 Esta é a geração dos que procuram a tua face
1 Coríntios 6, 9-20 Glorificai, portanto, a Deus por vosso corpo
Mateus 18, 1-7 Ai do homem por quem acontece a queda

Muitas Igrejas cristãs no Caribe partilham uma preocupação a respeito do tema da pornografia, especialmente a que vem via Internet. A pornografia tem conseqüências destrutivas para a dignidade humana, particularmente para crianças e jovens. Como a escravidão, ela transforma serres humanos em produtos de mercado, aprisiona os que tornam viciados nela e prejudica relações amorosas saudáveis.

Reflexão

O livro do Êxodo demonstra o cuidado de Deus a respeito de povos em regime de escravidão. A revelação de Deus a Moisés na sarça ardente é uma declaração poderosa de desejo de libertar seu povo. Deus contemplou o sofrimento deles, ouviu seu grito e assim veio para libertá-los. Deus ainda ouve o grito dos que estão submetidos à escravidão hoje, e deseja libertá-los. Enquanto a sexualidade é um dom de Deus para os relacionamentos humanos e a manifestação de intimidade, o mau uso desse dom através da pornografia escraviza e desvaloriza tanto os que fazem a propaganda dela como os que nela se viciam. Deus não é indiferente a esse problema e os cristãos são chamados a se posicionar também.
São Paulo escreve que somos chamados a dar glória a Deus em nossos próprios corpos, o que significa que cada parte de nossas vidas, incluindo nossos relacionamentos, podem e devem ser uma oferta agradável a Deus. Os cristãos precisam trabalhar juntos por um tipo de sociedade que sustente a dignidade humana e não coloque uma pedra de tropeço diante de nenhum dos pequenos de Deus mas, em vez disso, os capacite para viver na liberdade que é o desejo de Deus para eles.

Oração

Por tua celestial graça, ó Deus,
restaura-nos em corpo e mente,
cria em nós um coração limpo e uma mente pura
para que possamos dar glória ao teu Nome.
Que as Igrejas consigam unidade de objetivos
Para a santificação do teu povo, por Jesus Cristo
que vive e reina contigo
na unidade do Espírito Santo
para todo o sempre. Amém.

A mão direita de Deus
Está curando nossa terra,
Curando dilacerados corpos, mentes e almas;
Tão maravilhoso é seu toque,
Com amor que tanto significa,
Quando somos curados
Pela mão direita de Deus.

DIA 4
Esperança e cura

Isaías 9, 2-7 a

Estender-se-á a soberania e haverá paz sem fim

Salmo 34, 1-15  Procura a paz e vai atrás dela!
Apocalipse 7, 13-17 Deus enxugará toda lágrima de seus olhos
João 14, 25-27  Eu vos deixo a paz

Dentro do Caribe, a violência é um problema a que as Igrejas são chamadas a responder. Há uma taxa alarmantemente alta de assassinatos, muitos dos quais vêm de abuso doméstico, guerra de quadrilhas e outras formas de criminalidade. Há também uma crescente onda de auto agressão e suicídio em algumas partes da região.

Reflexão

O Reino que Deus prometeu, o Reino que Jesus proclamou e tornou presente no seu ministério, é um reino de ação correta, paz e alegria no Espírito Santo. O que essa Boa Nova significa para os que estão presos na escuridão da violência? Na visão do profeta, a luz brilhou sobre aqueles que viviam numa terra de profunda escuridão. Mas como os cristãos podem trazer a luz de Jesus àqueles que estão vivendo na escuridão da violência doméstica e da que vem das quadrilhas? Que sentimento de esperança os cristãos podem oferecer? É uma triste realidade a divisão entre cristãos como um contra sinal que restringe a comunicação da esperança.
No entanto, a busca por paz e reconciliação entre as diferentes Igrejas e denominações é o oposto disso. Quanto os cristãos trabalham pela unidade num mundo em conflito, eles oferecem ao mundo um sinal de reconciliação. Cristãos que se recusam a entrar numa lógica de privilégio e prestígio, que se recusam a menosprezar outros e suas comunidades, dão testemunho da paz do Reino de Deus, onde o Cordeiro guia os santos às fontes de água da vida. Essa é uma paz da qual o mundo necessita, que traz cura e conforta os que são afligidos pela violência.

Oração

Deus de toda consolação e esperança,
tua ressurreição derrotou a violência da cruz.
Como teu povo, possamos ser um sinal visível
de que a violência do mundo será vencida.
Assim oramos em nome de nosso Senhor ressuscitado.
Amém.

A mão direita de Deus
aponta para nossa terra,
indicando o caminho que devemos seguir;
O caminho é nebuloso,
tão facilmente nos desviaríamos.
Mas somos guiados pela mão direita de Deus.

DIA 5
Escuta! O grito de meu pobre povo vem de longe e se espalha na terra!

Deuteronômio 1, 19-35

O Senhor marcha à tua frente e te carrega

Salmo 145,9-20 O Senhor é o apoio de todos os que caem
Tiago, 1, 9-11 O rico passará como a flor dos prados
Lucas 18, 35-43 Jesus, filho de Davi, tem compaixão de mim!

A economia do Caribe tem tradicionalmente sido baseada na produção de materiais para o mercado europeu e, como tal, nunca foi auto-sustentável. Como conseqüência, empréstimos no mercado internacional se tornaram importantes para o desenvolvimento. As exigências de tais empréstimos impõem uma redução de gastos em transporte, educação, saúde e outros serviços públicos, com um impacto mais pesado sobre os pobres. A Conferência Caribenha de Igrejas teve uma iniciativa para cuidar da atual crise de débito na região e através de suas redes internacionais veio em auxílio dos pobres.

Reflexão

Podemos imaginar o barulho da multidão quando Jesus entra em Jericó. Muitas vozes abafam o grito do mendigo cego. Ele é visto como um desvio e embaraço. Mas no meio desse tumulto Jesus ouve a voz do cego, assim como Deus sempre ouve os gritos do pobre nas Escrituras hebraicas. O Senhor que ergue os caídos não apenas escuta, mas responde. Dessa maneira, a vida do mendigo é radicalmente transformada.
A desunião dos cristãos se tornou parte do caos e tumulto do mundo. Como as vozes que se erguiam em Jericó, nossas divisões podem abafar o grito do pobre. No entanto, quando estamos unidos nos tornamos mais plenamente uma presença de Cristo no mundo, mais capazes de ouvir, prestar atenção e responder. Em vez de aumentar o volume da discordância, somos capazes de verdadeiramente escutar e discernir as vozes daqueles que mais necessitam ser ouvidos.

Oração

Amoroso Deus, tu ergues os pobres e desanimados
e restauras a dignidade deles.
Ouve agora nosso clamor peles pobres de nosso mundo,
restaura a esperança deles e ergue-os,
para que todo o teu povo possa ser um.
Assim oramos em nome de Jesus.
Amém.

A mão direita de Deus
Está elevando nossa terra,
Erguendo os caídos um por um.
Cada um tem seu nome conhecido,
E é resgatado agora da vergonha
Pela elevação da mão direita de Deus.

DIA 6
Cuidemos dos interesses de outros

Isaías 25, 1-9

Exultemos, jubilemos, pois ele nos salva

Salmo 82 Fazei justiça ao infeliz e ao indigente
Filipenses 2, 1-4 Cada um não olhe só por si mesmo, mas também pelos outros
Lucas 12, 13-21 Guardai-vos de toda ganância

Mudanças nos regulamentos bancários internacionais continuam a ter impacto negativo nas finanças e no comércio do Caribe e ameaçam a sobrevivência econômica de muitas famílias. Tem se tornado cada vez mais difícil para os caribenhos que trabalham em terras estrangeiras mandar dinheiro de volta para suas famílias. As Igrejas no Caribe criaram um movimento de União de Crédito a fim de que os pobres tenham acesso a dinheiro para as atividades econômicas.

Reflexão

O testemunho das Escrituras mostra que Deus sempre faz uma opção preferencial pelos pobres; a mão direita de Deus age a favor dos que não têm poder e contra os poderosos. Do mesmo modo, Jesus insistentemente alerta sobre os perigos da ganância. Apesar dessasadvertências, no entanto, o pecado da ambição freqüentemente infecta nossas comunidades cristãs e introduz uma lógica de competição: uma comunidade competindo com a outra. Precisamos nos lembrar de que, à medida que falhamos em nos diferenciar do mundo e nos acomodamos ao seu espírito de competição e divisão, deixamos de oferecer um “baluarte para o pobre na aflição, o refúgio contra a tempestade”.
Para nossas diferentes Igrejas e denominações, ser rico aos olhos de Deus não significa ter muitos membros pertencendo – ou fazendo doações – a nossa própria comunidade. Em vez disso, trata-se de reconhecer que, como cristãos, temos inúmeros irmãos e irmãs pelo mundo, unidos diante das divisões econômicas de “Norte” e “Sul”. Conscientes dessa fraternidade em Cristo, os cristãos podem unir as mãos na promoção da justiça econômica para todos.

Oração

Todo poderoso Deus,
Dá coragem e força à tua Igreja
para continuamente proclamar a justiça e o direito
em situações de dominação e opressão.
Ao celebrarmos nossa unidade em Cristo,
que o teu Espírito nos ajude
a cuidar das necessidades de outros.
Amém

A mão direita de Deus
Está atingindo nossa terra,
Pondo para fora inveja, ódio e ambição;
Nosso egoísmo e luxúria,
Nosso orgulho e atos injustos
São destruídos pela mão direita de Deus.

DIA 7
Sendo família no lar e na Igreja

Êxodo 2, 1-0

Nascimento de Moisés

Salmo 127 Se o Senhor não construir a casa, seus construtores trabalham em vão
Hebreus 11, 23-24 Moisés foi ocultado pelos pais… pois eles tinham visto a beleza do filho
Mateus 2, 13-15 José levantou-se, tomou consigo o menino e a mãe de noite e retirou-se para o Egito

No Caribe a família continua a ser negativamente afetada pela herança da escravidão e por novos fatores tais como a migração de pais, problemas financeiros e violência doméstica. Diante dessa realidade, as Igrejas do Caribe estão trabalhando para dar apoio tanto a famílias nucleares como a famílias ampliadas.

Reflexão

Famílias têm central importância na proteção e alimentação de crianças. Os relatos bíblicos da infância de Moisés e de Jesus, que estavam em perigo de morte desde o momento de seu nascimento por causa das ordens de assassinato dadas por governantes irados, ilustram a vulnerabilidade das crianças diante de forças externas. Essas histórias também apresentam ações que podem proteger esses pequeninos. Mateus nos mostra um modelo de paternidade que está em amorosa fidelidade à orientação do Senhor, especialmente em tempos de perigo.

As Escrituras vêem as crianças como uma bênção e esperança para o futuro. Para o salmista, elas são como “flechas nas mãos do guerreiro”. Como cristãos, partilhamos um chamado comum para vivermos como rede de famílias que se apóiam, confiando na força do Senhor para a tarefa de construir comunidades fortes, nas quais as crianças são protegidas e podem se desenvolver.

Oração

Deus cheio de graças,
enviaste teu filho para nascer numa família comum,
com ancestrais que eram tanto fiéis como pecadores.
Pedimos a tua bênção para todas as famílias
dentro dos lares e comunidades.
Oramos especialmente pela unidade da família cristã
para que o mundo possa crer.
Em nome de Jesus oramos.
Amém.

A mão direita de Deus
Está escrevendo em nossa terra,
Escrevendo com poder e amor;
Nossos conflitos e nossos medos,
Nossos triunfos e nossas lágrimas.
São gravados pela mão direita de Deus.

DIA 8
Ele reunirá os dispersos… dos quatro cantos da terra

As Igrejas do Caribe trabalham juntas para curar as feridas do Corpo de Cristo na região, que são um legado deixado pela colonização. A reconciliação freqüentemente exige arrependimento, reparação e cura de memórias. Um exemplo são os atos de pedido de perdão e reparação entre batistas na Grã-Bretanha e caribenhos. Como Israel, a Igreja em sua unidade é chamada a ser tanto um sinal como um agente ativo de reconciliação.

Isaías 11, 12-13

Efraim não terá mais ciúme de Judá e Judá não será mais adversário de Efraim

Salmo 106, 1-14. 43-48 Congrega-nos no meio das nações e celebraremos o teu santo nome
Efésios 2, 13-19 Em sua carne destruiu o muro de separação
João 17, 1-12 Eu fui glorificado neles

Reflexão

Ao longo da narrativa bíblica da história da salvação, uma inegável motivação é a infatigável determinação do Senhor de formar um povo que ele possa chamar de seu. A formação de tal povo – unido numa sagrada aliança com Deus – é parte integrante do plano de salvação do Senhor para a glorificação e santificação do nome de Deus.
Os profetas repetidamente fazem Israel lembrar que a aliança exigia que as relações entre os vários grupos sociais deveriam ser caracterizadas por justiça, compaixão e misericórdia. Ao se preparar para selar a nova aliança com seu próprio sangue, a intensa prece de Jesus a seu Pai foi o pedido de aqueles que o Pai lhe tinha dado fossem um, assim como ele e o Pai eram um. Quando os cristãos descobrem sua unidade em Jesus, eles participam da glorificação de Cristo na presença do Pai com a mesma glória que ele tinha na presença do Pai antes que o mundo existisse. E assim, o povo que fez aliança com Deus precisa sempre se esforçar para ser uma comunidade reconciliada – que seja em si mesma um sinal eficiente de como viver em justiça e paz – para todos os povos da terra.

Oração

Senhor,
humildemente pedimos que, por tua graça,
as Igrejas do mundo inteiro
possam se tornar instrumentos da tua paz.
Através de sua ação conjunta como representantes
e agentes da tua cura, na reconciliação do amor
entre povos divididos,
possa teu nome ser santificado e glorificado.
Amém.

A mão direita de Deus
está semeando em nossa terra,
plantando sementes de liberdade, esperança e amor;
Nessas terras de tantos povos,
que todos os seus filhos juntem as mãos
e sejam UM com a mão direita de Deus

Annunci

Rispondi

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione /  Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione /  Modifica )

w

Connessione a %s...

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informazione

Questa voce è stata pubblicata il 18/01/2018 da in Atualidade eclesial, PORTUGUÊS con tag .

San Daniele Comboni (1831-1881)

Inserisci il tuo indirizzo email per seguire questo blog e ricevere notifiche di nuovi messaggi via e-mail.

Segui assieme ad altri 1.561 follower

Follow COMBONIANUM – Formazione Permanente on WordPress.com
gennaio: 2018
L M M G V S D
« Dic   Feb »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

  • 199,756 visite

Disclaimer

Questo blog non rappresenta una testata giornalistica. Immagini, foto e testi sono spesso scaricati da Internet, pertanto chi si ritenesse leso nel diritto d'autore potrà contattare il curatore del blog, che provvederà all'immediata rimozione del materiale oggetto di controversia. Grazie.

Tag

1-2 Samuele Africa Afrique Ambiente Amore Anthony Bloom Arabia Saudita Arte sacra Bibbia Bible Biblia Boko Haram Book of Genesis Cardinal Newman Carême Chiamate in attesa Chiesa China Chrétiens persécutés Cibo Cina Contemplazione Cristianos perseguidos Cuaresma Curia romana Dal rigattiere di parole Dialogo Diritti umani Economia Enzo Bianchi Eucaristia Europa Famiglia Família Fede France Gabrielle Bossis Genesi Gianfranco Ravasi Giovani Giubileo Gregory of Narek Guerra Guglielmo di Saint-Thierry Gênesis Henri Nouwen Iglesia India Iraq ISIS Islam Jacob José Tolentino Mendonça Kenya La bisaccia del mendicante La Cuaresma con Maurice Zundel La preghiera giorno dopo giorno Laudato si' Le Carême avec Maurice Zundel Lectio Lent LENT with Gregory of Narek Libro del Génesis Magnificat Martin Lutero martiri Matrimonio Maurice Zundel Migranti Misericordia Mission Missione Natale Natale (C) Nigeria P. Cantalamessa Pace Padri del Deserto Pakistan Paolo VI Papa Francesco Papa Francisco Pape François Pedofilia Perdono Persecuted Christians Persecution of Christians Persecuzione dei cristiani Pittura Politica Pope Francis Poveri Povertà Prayers Profughi Quaresima (C) Quaresima con i Padri del Deserto Quaresma Quaresma com Henri Nouwen Raniero Cantalamessa RDC Regola di Vita Rifugiati Sconfinamenti della Missione Silvano Fausti Simone Weil Sinodo Siria Sud Sudan Terrorismo Terrorismo islamico Testimonianza Thomas Merton Tolentino Mendonça Turchia Uganda Vatican Vaticano Venerdì Santo Virgin Mary

Categorie

%d blogger hanno fatto clic su Mi Piace per questo: