COMBONIANUM – Formazione Permanente

UNO SGUARDO MISSIONARIO SUL MONDO E LA CHIESA Missionari Comboniani – Formazione Permanente – Comboni Missionaries – Ongoing Formation

A oferta de um gelado: Francisco e o bem das pequenas coisas


3


Ontem [23.4.2018], festa de S. Jorge, o papa, por ocasião do seu onomástico, ofereceu três mil gelados aos pobres de Roma (e arredores). Quem criticar Francisco inclusive por este pequeno gesto – poucos, mas certamente não faltarão – esquece que se não se pode fazer as coisas grandes, deve fazer-se as pequenas.

Se não tens instrumentos para construir “corredores humanitários” (porque só te é dado orar, encontrares-te com os poderosos, apoiar quantos têm a coragem de os iniciar), podes ir ao encontro daquela pergunta que todos pronunciámos quando éramos crianças – «papá, compras-me um gelado?» -, com os olhos reluzentes diante das cores, dos sabores e dos movimentos mágicos do vendedor de gelados. Que nesse momento se torna, inexoravelmente, o melhor homem do mundo. E se o papá nos oferece o gelado «porque hoje é o dia do santo com o meu nome», imprime-se dentro de nós, no nosso coração, que o nosso onomástico é algo de importante.

Não é secundário que a nossa vida tenha a ver com a de um santo. O aniversário recorda-nos que pertencemos ao tempo, o onomástico que estamos ligados a um santo; recorda-nos que o nosso sangue cristão é o mesmo que corre nas veias dos santos, e de um em particular: aquele de quem levamos o nome desde que fomos batizados. Para o papa é Jorge, para mim é Mauro (e se não se tem o nome de um santo, convido-a a escolher um, agora, como amigo).

Foram esbanjados alguns milhares de euros de esmola papal em gelados? Podiam gastar-se melhor? Creio que não. Talvez por ser alérgico aos discursos de quem quereria alugar a Praça de S. Pedro aos migrantes ou transformar a praça em frente num acampamento para ciganos, «visto que o papa é tão favorável aos migrantes, faça ele também qualquer coisa, já que no Vaticano não se faz nada pelos refugiados e só se conversa». Em primeiro lugar, sei que não é verdade que não se faça nada, mas sobretudo creio que a tarefa mais importante de cada um de nós não é mudar o mundo, mas mudar-nos a nós próprios.

Lamentar-se por aquilo que os outros não fazem, sobretudo se se trata de criticar as pessoas famosas, tem a grande vantagem de calar por um instante a nossa má consciência. Essa que atiçamos dizendo-lhe que um gelado dado a uma criança não resolve nem o problema da sua fome nem o da sua integração nem o das tensões Norte-Sul do mundo. Mas tem a desvantagem de não nos tornar melhores: porque, não o esqueçamos, a única maneira de ser bom é fazer boas ações, mesmo que pequenas.

Mauro Leonardi
In Avvenire
Trad.: SNPC
Imagem: Daxiao Productions/Bigstock.com
Publicado em 24.04.2018

 

Annunci

Rispondi

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione /  Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione /  Modifica )

w

Connessione a %s...

Informazione

Questa voce è stata pubblicata il 24/04/2018 da in PORTUGUÊS con tag .

San Daniele Comboni (1831-1881)

Inserisci il tuo indirizzo email per seguire questo blog e ricevere notifiche di nuovi messaggi via e-mail.

Segui assieme ad altri 1.597 follower

Follow COMBONIANUM – Formazione Permanente on WordPress.com
aprile: 2018
L M M G V S D
« Mar   Mag »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

  • 187,009 visite

Disclaimer

Questo blog non rappresenta una testata giornalistica. Immagini, foto e testi sono spesso scaricati da Internet, pertanto chi si ritenesse leso nel diritto d'autore potrà contattare il curatore del blog, che provvederà all'immediata rimozione del materiale oggetto di controversia. Grazie.

Tag

Advento Africa Afrique Amore Anthony Bloom Arabia Saudita Arte sacra Bibbia Bible Biblia Boko Haram Book of Genesis Cardinal Newman Carême Chiamate in attesa Chiesa China Chrétiens persécutés Cina Contemplazione Cristianos perseguidos Cuaresma Curia romana Daesh Dal rigattiere di parole Dialogo Diritti umani Economia Enzo Bianchi Eucaristia Europa Famiglia Family Família Fede France Gabrielle Bossis Genesi Gianfranco Ravasi Giovani Giubileo Gregory of Narek Guerra Guglielmo di Saint-Thierry Gênesis Henri Nouwen Iglesia India Iraq ISIS Islam Italia Jacob José Tolentino Mendonça Kenya La bisaccia del mendicante La Cuaresma con Maurice Zundel La preghiera giorno dopo giorno Laudato si' Le Carême avec Maurice Zundel Lectio Lent LENT with Gregory of Narek Libro del Génesis Magnificat Martin Lutero martiri Matrimonio Maurice Zundel Migranti Misericordia Missione Natal Natale Natale (C) Nigeria Noël P. Cantalamessa Pace Padri del Deserto Pakistan Paolo VI Papa Francesco Papa Francisco Pape François Paz Pedofilia Perdono Persecuted Christians Persecution of Christians Persecuzione dei cristiani Pittura Pope Francis Poveri Povertà Prayers Profughi Quaresima (C) Quaresima con i Padri del Deserto Quaresma Quaresma com Henri Nouwen Raniero Cantalamessa Rifugiati Sconfinamenti della Missione Silvano Fausti Simone Weil Sinodo Siria Sud Sudan Terrorismo Terrorismo islamico Testimonianza Thomas Merton Tolentino Mendonça Turchia Uganda Vatican Vaticano Venerdì Santo Virgin Mary

Categorie

%d blogger hanno fatto clic su Mi Piace per questo: