COMBONIANUM – Spiritualità e Missione

–– Sito di FORMAZIONE PERMANENTE MISSIONARIA –– Uno sguardo missionario sulla Vita, il Mondo e la Chiesa A missionary look on the life of the world and the church –– VIDA y MISIÓN – VIE et MISSION – VIDA e MISSÃO ––

Pôr-se a caminho para iluminar a vida


Impelido por uma grande nostalgia de infinito, de transcendência, o homem e a mulher de hoje põem-se a caminho, na esperança de que possa verificar-se alguma mudança a nível existencial. Do ponto de vista pastoral, a peregrinação deveria ser uma experiência de conversão a estimular, numa rota que, qualquer que seja o ponto de partida e a meta, passa sempre pelas mesmas encruzilhadas.

O afastamento
Fazer-se peregrino e pôr-se a caminho significa viver o afastamento das coisas de cada dia, renunciar a objetos e hábitos que na repetitividade quotidiana se consideram indispensáveis. É por isso que é importante que a comunidade cristã convide a viver com sabedoria este processo, mas também com um pouco de provocação, do género: porque não desligar o telemóvel durante as horas do caminho?

O cansaço
A par da descoberta surpreendente de ter as energias necessárias para a poder fazer a peregrinação, o peregrino faz a experiência do seu limite. Naturalmente ambos devem ser considerados testes importantes para um maior conhecimento de si, e cujas ressonâncias interiores, acompanharas pela comunidade cristã a serem reelaboradas com sinceridade, tornam-se fatores de crescimento humano e espiritual.

A companhia
A peregrinação oferece a experiência de uma companhia que se experimenta unida na partilha de momentos de caminho ou de pausa, que se tornam ocasião de conhecimento e de diálogo. É uma experiência singular de humanidade, para a qual contribui a comunidade cristã que se faz abraço acolhedor. Durante a peregrinação emerge o elemento constitutivo do ser humano que é a necessidade do outro.

A solidão
Se o ser humano é feito para a relação e a comunhão, todavia precisa de harmonizar a sua busca de partilha com a identicamente necessária dimensão do silêncio e da solidão. É talvez a componente mais difícil da peregrinação, e todavia não é menos importante do que a da companhia. Claramente, quanto mais numerosos são os espaços de silêncio e de solidão que a comunidade cristã garante ao longo do caminho, mais são as ocasiões que se oferecerão para a interioridade de cada peregrino experimentar a dimensão da profundidade de um silêncio que de exterior se faz interior.

O maravilhamento
O andar a pé dá o tempo para olhar com mais atenção aquilo que se oferece ao próprio olhar. O peregrino aprende a deter-se: deixa de ser um consumidor, torna-se um contemplativo. Sabe reconhecer e apreciar as coisas como se apresentam aos seus olhos, não como algo que é dado como adquirido, mas como um elemento que pode suscitar múltiplos sentimentos, inclusive o da gratidão.

A oração
Na peregrinação, a comunidade cristã não deve fazer faltar oportunidades para propor momentos de oração, que quase sempre encontram uma inesperada resposta interior. O que mais conta é o emergir de perceções e sentimentos talvez empurradas para o esquecimento, e que dispõem o peregrino para a relação com um Mistério que volta a ser próximo.

A amizade com Jesus
A oração é certamente um dos instrumentos com que o cristão mantém viva a sua relação de amizade com Jesus. E a peregrinação deve transformar-se numa experiência mais profunda de Jesus. É um Cristo que é olhado e contemplado, porque, cruzando-nos com o seu olhar, experimentamos toda a simpatia que Ele derrama sobre nós, essa “sympatheia” de que deu sobretudo prova na cruz, quando, carregando os nossos pecados, padeceu e morreu pela nossa redenção.
Do olhar contemplativo para aquele que o Pai nos enviou para que aprendêssemos dele como ama o coração de Deus, nasce o desejo de “estar com Jesus” e de fruir da sua amizade, para espalhar à nossa volta o perfume do seu amor.
Para garantir tudo isto, é necessária uma opção pastoral forte: entregar cada caminho, e cada peregrino que sobre esse caminho quer fazer uma experiência de fé, a uma comunidade vocacional que se faça escuta, acompanhamento, encorajamento, olhar amoroso e profético, para que a peregrinação seja uma verdadeira experiência geradora de vida reconciliada e de felicidade saboreada.

P. Gionatan De Marco
Diretor do Departamento Nacional do Tempo Livre, Turismo e Desporto (Conferência Episcopal Italiana)
In Luoghi e cammini di fede
Trad.: Rui Jorge Martins
Imagem: Nachosuch/Bigstock.com
Publicado em 17.07.2019
http://www.snpcultura.org

 

Annunci

Rispondi

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione /  Modifica )

Google photo

Stai commentando usando il tuo account Google. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione /  Modifica )

Connessione a %s...

Questo sito utilizza Akismet per ridurre lo spam. Scopri come vengono elaborati i dati derivati dai commenti.

Informazione

Questa voce è stata pubblicata il 29/07/2019 da in Fé e Espiritualidade, PORTUGUÊS.

  • 327.371 visite
Follow COMBONIANUM – Spiritualità e Missione on WordPress.com

Inserisci il tuo indirizzo email per seguire questo blog e ricevere notifiche di nuovi messaggi via e-mail.

Segui assieme ad altri 734 follower

San Daniele Comboni (1831-1881)

COMBONIANUM

Combonianum è stata una pubblicazione interna nata tra gli studenti comboniani nel 1935. Ho voluto far rivivere questo titolo, ricco di storia e di patrimonio carismatico.
Sono un comboniano affetto da Sla. Ho aperto e continuo a curare questo blog (tramite il puntatore oculare), animato dal desiderio di rimanere in contatto con la vita del mondo e della Chiesa, e di proseguire così il mio piccolo servizio alla missione.
Pereira Manuel João (MJ)
combonianum@gmail.com

Disclaimer

Questo blog non rappresenta una testata giornalistica. Immagini, foto e testi sono spesso scaricati da Internet, pertanto chi si ritenesse leso nel diritto d’autore potrà contattare il curatore del blog, che provvederà all’immediata rimozione del materiale oggetto di controversia. Grazie.

Categorie

%d blogger hanno fatto clic su Mi Piace per questo: