COMBONIANUM – Spiritualità e Missione

Blog di FORMAZIONE PERMANENTE MISSIONARIA – Uno sguardo missionario sulla Vita, il Mondo e la Chiesa MISSIONARY ONGOING FORMATION – A missionary look on the life of the world and the church

Silêncio


Silenzio

Diz Etty Hillesum no seu belíssimo diário: «É preciso cada vez mais poupar as palavras inúteis para poder encontrar aquelas poucas que nos são necessárias; e esta nova forma de expressão deve amadurecer no silêncio.

Muitas vezes para as coisas melhores da vida faltam-nos as palavras, e as poucas que temos surgem-nos retóricas e gastas. As palavras são um grande engano quando nos persuadem de ter atingido a verdade, distraindo-nos da busca. Quando algum de nós pensa que tem uma qualquer experiência espiritual ou religiosa sente de imediato a necessidade de falar dela, de a cobrir de teorias, de a comunicar com muitos discursos.

«Não o digais a ninguém», recomenda Jesus aos apóstolos, as palavras devem seguir os gestos, não antecedê-los. É ilusão pensar que se atinge a essência das coisas só com as palavras, sem primeiro as ter feito viver em nós.

As palavras têm o poder de curar, mas o silêncio cumpre em nós algo mais, faz renascer aquilo que dorme e reata relações com a nossa identidade profunda e autêntica.

Procuro aceder ao silêncio sobretudo na transparência da manhã, donde do coração foi removido o tumulto dos nossos rancores, das nossas cóleras, de todos os nossos preconceitos, e se aprende a encarar e a escutar o silêncio de Deus. A minha fraqueza e pobreza precisam de silêncio e de acolhimento para se desdobrarem em mais humanidade.

Quanto mais este mundo está imerso no ruído, mais forte para mim se torna a necessidade de momentos de silêncio, para que minha presença diária com os outros manifeste a presença de Deus em mim.

Quem procura a essência da vida passa sempre por dúvidas e incertezas, mas só quando encontrares o silêncio, ele te conduzirá para além do limite da inteligência, falará ao teu coração e far-te-á render diante do amor

Ao encontrar os outros tendemos a preencher o vazio que há entre nós e eles com demasiadas palavras, quando deveríamos deixar esse vazio aberto a fim de que a relação com o outro continue a ser viva. O silêncio é condição necessária para continuar a acolher sem subjugar e dominar.

Raramente encontro ouvintes do silêncio. Homens e mulheres que espalham o silêncio mesmo quando falam, que procuram e não se resignam, que sofrem mas não se desesperam, que sabem escutar e ver os sinais da presença de Deus.

Ouvintes do silêncio, que fazem uso do silêncio como de um canto, de uma oração do coração, a aí aprendem a interrogar-se, a ver-se na profundidade ao elevarem-se para além de si próprios.

Ouvintes do silêncio que abraçam na sua doçura e força, sobriedade e liberdade, ao ponto de se tornarem simples e sem pose, livres de toda a máscara ou narcisismo.

O silêncio ao início requer um esforço, mas depois deve tornar-se uma atmosfera de vida, um modo de estar na realidade. O encontro com o silêncio primeiro evita-se, porque tem o sabor de ausência insuportável, de tal maneira que se apresenta passivo como o aborrecimento, a espera e a dor; mas a certo ponto o silêncio torna-se plenitude do vazio, hospitalidade recíproca, sentes que és hospedado pelo silêncio e que tu o estás a hospedar em ti.

«Eis que o atrairei a mim, conduzi-lo-ei ao deserto, e falarei ao seu coração» (Oseias 2,16). O silêncio pede-te para saíres, conduz-te para. Quem procura a essência da vida passa sempre por dúvidas e incertezas, mas só quando encontrares o silêncio, ele te conduzirá para além do limite da inteligência, falará ao teu coração e far-te-á render diante do amor.

Luigi Verdi
In Il domani avrà i tuoi occhi, ed. Romena
Trad.: Rui Jorge Martins
Imagem: alenkasm/Bigstock.com
Publicado em 01.04.2020
http://www.snpcultura.org

Rispondi

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo di WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione /  Modifica )

Google photo

Stai commentando usando il tuo account Google. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione /  Modifica )

Connessione a %s...

Questo sito utilizza Akismet per ridurre lo spam. Scopri come vengono elaborati i dati derivati dai commenti.

Informazione

Questa voce è stata pubblicata il 18/04/2020 da in Fé e Espiritualidade, PORTUGUÊS con tag .

  • 487.037 visite
Follow COMBONIANUM – Spiritualità e Missione on WordPress.com

Inserisci il tuo indirizzo email per seguire questo blog e ricevere notifiche di nuovi messaggi via e-mail.

Unisciti ad altri 896 follower

San Daniele Comboni (1831-1881)

COMBONIANUM

Combonianum è stata una pubblicazione interna nata tra gli studenti comboniani nel 1935. Ho voluto far rivivere questo titolo, ricco di storia e di patrimonio carismatico.
Sono un comboniano affetto da Sla. Ho aperto e continuo a curare questo blog (tramite il puntatore oculare), animato dal desiderio di rimanere in contatto con la vita del mondo e della Chiesa, e di proseguire così il mio piccolo servizio alla missione.
Pereira Manuel João (MJ)
combonianum@gmail.com

Disclaimer

Questo blog non rappresenta una testata giornalistica. Immagini, foto e testi sono spesso scaricati da Internet, pertanto chi si ritenesse leso nel diritto d’autore potrà contattare il curatore del blog, che provvederà all’immediata rimozione del materiale oggetto di controversia. Grazie.

Categorie

%d blogger hanno fatto clic su Mi Piace per questo: