COMBONIANUM – Formazione Permanente

UNO SGUARDO MISSIONARIO SUL MONDO E LA CHIESA Missionari Comboniani – Formazione Permanente – Comboni Missionaries – Ongoing Formation

Archivi categoria: PORTUGUÊS

O Pão do III Domingo de Advento (B)

«Apareceu um homem, enviado por Deus, que se chamava João. Este vinha como testemunha, para dar testemunho da Luz e todos crerem por meio dele. Ele não era a Luz, mas vinha para dar testemunho da Luz. Este foi o testemunho de João, quando as autoridades judaicas lhe enviaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para lhe perguntarem: «Tu quem és?»

Annunci
14/12/2017 · Lascia un commento

Somos desejados por um amor

Na passada semana, olhámos o Advento com uma iluminação do desejo. Os seres humanos, que são criaturas de desejo, experienciam o crescimento na autotranscendência e através da transformação do desejo – aquilo que queremos e como o procuramos. Por fim, vemos que não queremos apenas aquilo de que gostamos, mas que queremos a felicidade dos outros. 

10/12/2017 · Lascia un commento

Os olhos de Maria

O olho torna-se puro quando é envolvido pela luz do Sol e recebe força do seu vigor e clareza do seu esplendor. Em Maria habitou a luz divina como num olho, purificou-lhe o espírito, refinou-lhe o pensamento, santificou-lhe a mente e transfigurou-lhe a virgindade.

08/12/2017 · Lascia un commento

O Pão do II Domingo do Advento (B)

Escutemos o Profeta, falando em nome de Deus! Escutemos as palavras que ele manda dizer à sua Igreja sofredora e humilhada, tentada pelo desânimo: “Consolai, consolai o meu povo! Falai ao coração de Jerusalém e dizei em alta voz que a sua servidão acabou!” O Senhor vem, cheio de mansidão e misericórdia, de bondade e compaixão!

07/12/2017 · Lascia un commento

Advento: esperança ou desilusão?

É importante recordar a profunda e, de certo modo, angustiante seriedade do Advento, quando a nossa cultura de mercado se harmoniza muito facilmente com a tendência a considerar o Natal, conscientemente ou não, como um retorno à nossa infância e inocência. O Advento deveria recordar-nos que o “rei que está para vir” é muito mais do que um menino bonito que sorri na manjedoura.

04/12/2017 · Lascia un commento

Somos criaturas de desejos

Temos estado a maior parte do ano à espera do Advento (a Palavra fez-se carne a 25 de Março, na Festa da Anunciação). Mas, como uma semente que cresce silenciosamente no solo, de dia e de noite, o seu silêncio começa a ser audível nas quatro semanas do Advento. Se conseguirmos ouvir o volume crescente do silêncio da Encarnação, durante esta época de expectativa elevada, estaremos melhor preparados para celebrar o Natal como ele espera ser celebrado.

03/12/2017 · Lascia un commento

O Pão do I Domingo de Advento (B)

I Domingo do Advento (ano B) No Advento, Deus faz-se mais próximo Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Acautelai-vos e vigiai, porque não sabeis quando chegará o momento. Será … Continua a leggere

01/12/2017 · Lascia un commento

FP.pt 8/2017 A lição de gratuidade de Charles de Foucauld

Testo doc: FP.pt 2017-8 Sete palavras de Charles de Foucauld Sete palavras para refletir sobre a lição de gratuidade de Charles de Foucauld Desde o primeiro momento em que vi o … Continua a leggere

27/11/2017 · Lascia un commento

O Jubileu em quatro palavras

  “QUATRO PALAVRAS PARA UM JUBILEU” Os participantes no simpósio sobre os 150 anos do Instituto enviaram- -nos quatro palavras que sustêm o altar da memória sobre o qual colocamos … Continua a leggere

15/07/2017 · Lascia un commento

A configuração do Instituto Comboniano à luz da sua história

“A configuração do Instituto à luz da nossa história” P. Manuel Augusto 1. No presente como Kairos O título da reflexão que me propus fazer é «A configuração do Instituto … Continua a leggere

15/07/2017 · Lascia un commento

FP.pt 7/2017 O Culto, a Devoção e a Espiritualidade do Coração de Jesus

Lendo os Evangelhos percebemos que, no entender do próprio Jesus, a vida eterna e, por isso mesmo, toda a vida cristã consiste em conhecer o Pai e a Ele (Jesus Cristo). Então vale a pena aprofundar este conhecimento feito de fé e de amor pela pessoa de Jesus (cf. Jo 17,3). Era também esta a grande prece que Paulo fazia por seus irmãos de Éfeso (Ef 3, 14-19).

23/06/2017 · Lascia un commento

O Pentecostes Joanino e o Pentecostes Lucano

No Novo Testamento, temos relatos de dois Pentecostes, e não de apenas um. Além do Pentecostes descrito por S. Lucas no capítulo 2 dos Atos dos Apóstolos, encontramos também o Pentecostes descrito no Evangelho segundo S. João (João 20: 22), em que nos é contado que Jesus soprou sobre os Apóstolos, dizendo: “recebei o Espírito Santo”.

03/06/2017 · Lascia un commento

Arte, manifestação da beleza

A experiência cristã precisa de ser traduzida na linguagem da beleza, na linguagem artística, como diz João Paulo II, na Carta aos Artistas: «Para transmitir a mensagem que Cristo lhe confiou, a Igreja tem necessidade da arte. De facto, deve tornar percetível e, até, o mais fascinante possível, o mundo do espírito, do invisível, de Deus.

19/05/2017 · Lascia un commento

Un grano di sale, da Lutero (14)

14. Si nasconde un grande orgoglio sotto le povere vesti di tanti
Dunque non le cose, ma noi dobbiamo essere mutati nell’animo e nel modo di sentire, poi verrà da sé il disprezzo e l’abbandono delle cose superbe e la considerazione e la ricerca delle umili.

14/05/2017 · Lascia un commento

“Fátima – Lugar sagrado global”

Quem mantém a «crença na irrelevância das fés religiosas não tem prestado atenção ao que se tem passado no mundo nas últimas décadas», consideram José Eduardo Franco e Bruno Cardoso Reis, que assinam o livro “Fátima – Lugar sagrado global”, lançado pelo Círculo de Leitores.

10/05/2017 · Lascia un commento

Evangelização: Colóquio europeu de paróquias sobre a missão na Europa

Barcelona, Espanha, 20 abr 2017 (Ecclesia) – O colóquio Europeu de Paróquias realiza-se, de 09 a 14 de julho, Barcelona (Espanha) e tem como tema central «Cristãos na Europa: Um povo em Missão».

25/04/2017 · Lascia un commento

FP.pt 6/2017 «Diz-nos, Maria: Que viste no caminho?

Acho que uma das grandes personagens bíblicas neotestamentárias a colocar sobre o «candelabro da nossa casa» (Mateus 5,15) é Maria Madalena, a mulher da grande alvorada, a primeira mensageira da Ressurreição. Ela é a imagem da Igreja Esposa apaixonada à procura do seu Senhor.

11/04/2017 · Lascia un commento

FP.pt 5/2017 Tempo Pascal – Celebração das “entranhas” de Deus

Estamos a viver mais um Tempo Pascal. Esta é certamente mais uma oportunidade para podermos aprofundar e intensificar a nossa experiência cristã. Sublinho esta ideia, pois parece-me que muitas vezes as comunidades gastam a maior parte das suas energias na preparação deste tempo, diminuindo, depois, a sua intensidade e concentração

11/04/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (40)

40. Continua a viver onde Deus está

Viver uma vida disciplinada é viver de tal modo que queres estar apenas onde Deus está contigo. Quanto mais aprofundares a vivência da tua vida espiritual, tanto melhor discernirás a diferença entre viver com Deus e viver sem Deus, e mais fácil será saíres dos locais onde Deus deixa de estar contigo.

09/04/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (39)

39. Enfrenta o inimigo
À medida que vês com mais clareza que a tua vocação é ser testemunha do amor de Deus no mundo, e à medida que vives essa vocação com maior determinação, os ataques do inimigo aumentam.

08/04/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (38)

38. Aceita a tua identidade de filho de Deus
Ser filho de Deus é a tua verdadeira identidade, que deves aceitar. Quando a tiveres assumido e integrado em ti, poderás viver num mundo que te oferece muito mais alegria, bem como mais sofrimento.

07/04/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (37)

37. Regressa sempre ao caminho para a liberdade
Quando pareces perder repentinamente tudo o que pensavas ter conquistado não desesperes. A tua cura não é linear. Deves contar com reveses e retrocessos. Não digas a ti mesmo: “está tudo perdido. Tenho que recomeçar do princípio”. Não é verdade.

06/04/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (36)

36. Dar da sua pobreza
«Jesus, levantando os olhos, viu os ricos deitarem as suas ofertas no cofre; viu também uma pobre viúva lançar ali dois leptos; e disse: Em verdade vos digo que esta pobre viúva deu mais do que todos; porque todos aqueles deram daquilo que lhes sobrava; mas esta, da sua pobreza, deu tudo o que tinha para o seu sustento.»

05/04/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (35)

35. Segue o teu chamamento mais profundo
Quando descobrires dentro de ti alguma coisa que é um dom de Deus deves apoderar-te dela e não deixar que te seja retirada. Por vezes as pessoas que não conhecem o teu coração nem se aperceberão da importância de algo que faz parte do teu ser mais profundo, precioso tanto aos teus olhos como aos de Deus.

04/04/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (34)

34. Deixa-te ser inteiramente recebido
Dar-te aos outros sem esperar nada em troca só é possível quando fores inteiramente recebido. Sempre que descobres esperar alguma coisa em troca do que deste ou ficas desiludido quando nada obténs em troca, é um alerta a que compreendas que tu próprio ainda não te sentes inteiramente recebido.

03/04/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (33)

33. Ama em profundidade
Não hesites em amar e amar profundamente. Talvez receies o sofrimento que o amor profundo pode causar. Quando aqueles que amas profundamente te rejeitam, abandonam ou morrem ficas com o coração despedaçado.

02/04/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (32)

32. Tu és o meu amado
Quando todo o povo fora batizado, tendo sido Jesus também batizado, e estando ele a orar, o céu se abriu; e o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea, como uma pomba; e ouviu-se do céu esta voz: Tu és o meu Filho amado; em ti me comprazo.»

01/04/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (31)

31. Reconhece a tua impotência.
Existem em ti lugares onde estás completamente impotente. Desejas tanto curar-te, lutar contra as tuas tentações e controlar-te. Mas não consegues fazê-lo sozinho. Sempre que tentas, ficas com menos coragem. Assim, deves reconhecer a tua impotência

30/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (30)

30. Ousa contar abertamente a tua história.
«Sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.» (Romanos 8, 28) «Os anos que te antecedem, recheados de conflitos e sofrimento, serão a seu tempo recordados como o caminho que te conduziu à tua nova vida.

29/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (29)

29. A tentação de impressionarmos.
Como podemos ultrapassar esta tentação que invade toda a nossa vida? É importante reconhecer que a nossa fome de coisas espectaculares – tal como o nosso desejo de nos evidenciarmos – tem muito a ver com a nossa procura de identidade.

28/03/2017 · 1 Commento

QUARESMA com Henri Nouwen (28)

28. A armadilha da auto-rejeição.
A auto-rejeição é o pior inimigo da vida espiritual, porque contradiz a voz sagrada que nos chama pelo nome de «amados». Ser amado exprime a verdade central da nossa existência.

28/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (27)

27. Evita todas as formas de autocensura.
Deves evitar não só culpar os outros mas também a ti mesmo. Tens tendência a recriminar-te pelas dificuldades que sentes nos relacionamentos que entabulas. Mas a auto-recriminação não é uma forma de humildade.

26/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (26)

26. O peso do julgamento.
Os Padres do deserto do século IV diziam: «Julgar os outros é um fardo pesado.» Eu tive alguns momentos na vida em que me senti livre da necessidade de fazer qualquer juízo de valor acerca dos outros. Senti que me tinha sido tirado um peso dos ombros.

26/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (25)

25. Caminho estreito.
Em todos os momentos da minha vida tenho que escolher o teu caminho. Tenho de escolher pensamentos que sejam os teus pensamentos, palavras que sejam as tuas palavras e acções que sejam as tuas acções. Não existem nem tempos nem lugares sem escolhas. E eu sei quanto resisto a escolher-te.

25/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (24)

24. Na Casa de Deus.
Na casa de Deus há muitas moradas. Há lugar para todos – um lugar único e especial. Se acreditarmos profundamente que somos preciosos aos olhos de Deus, então seremos capazes de descobrir também a valia dos outros e o lugar único que ocupam no coração de Deus.

24/03/2017 · Lascia un commento

José: Uma palavra para todos, vinda do silêncio

São José é a figura-chave para compreender algumas das dimensões essenciais da vocação cristã. Eis quatro delas: proteger a vida, praticar a justiça, deixar que Deus seja o protagonista da nossa vida, cultivar a dimensão mística (Mateus 1, 18-25; 2, 1-23).

23/03/2017 · Lascia un commento

A grande onda do pentecostalismo no Brasil

 As propostas dos bispos frente à perda de fieis e ao crescimento das comunidades evangélicas. O forte apelo emocional que os pentecostais utilizam para atrair seus fieis Ao final de … Continua a leggere

23/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (23)

23. Confia na voz interior.
Desejas realmente converter-te? Estás disposto a modificar-te? Ou continuas agarrado ao teu velho modo de vida com uma mão enquanto com a outra pedes aos outros que te ajudem a mudar? A conversão não é com certeza algo que possas encontrar por ti mesmo. Não se trata de um exercício da própria vontade. Tens que confiar na voz interior que mostra o caminho.

23/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (22)

22. Continua a preferir Deus.
Enfrentas escolhas permanentes. O problema está em saber se preferes Deus ou o teu ‘eu’ duvidoso. Sabes qual é a escolha certa, mas as tuas emoções, paixões e sentimentos continuam a sugerir-te escolher o caminho da auto-exclusão. A escolha radical está em confiar sempre em que Deus está contigo e te dará o que mais precisas.

22/03/2017 · Lascia un commento

Êxodo (5) A lealdade abre até o céu

As parteiras do Egito/5 Reflexão de Luigino Bruni sobre o livro do Êxodo. A lealdade abre até o céu:   A lógica do bastão e a lógica do trabalho lado … Continua a leggere

21/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (21)

21. Regressa sempre ao ponto sólido.
Tens de confiar nesse ponto sólido, no local onde podes dizer sim ao amor de Deus mesmo quando não o sentes. Neste momento nada sentes a não ser vazio e falta de força para escolher. Mas continua a repetir «Deus ama-me e o amor de Deus basta». Tens que escolher uma e outra vez esse local sólido e regressar a ele após cada fracasso.

21/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (20)

Um texto de Henri Nouwen para cada dia da Quaresma 20. Amas-me? A afirmação simples «Deus é Amor» tem implicações de longo alcance a partir do momento em que começarmos … Continua a leggere

20/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (19)

19. Uma vida agradecida.
Assim como as negações de Pedro não o paralisaram, mas, uma vez perdoado, se tornaram uma nova fonte de fidelidade, assim também as nossas falhas e traições podem transformar-se em gratidão e capacitar-nos a ser mensageiros de esperança.

19/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (18)

18. Feridas que curam.
“Ninguém escapa de ser ferido. Somos todos pessoas feridas, física, emocional, mental ou espiritualmente. A questão principal não é “como podemos esconder as nossas feridas”, e assim não teremos de nos sentir envergonhados, mas “como podemos colocá-las ao serviço dos outros”.

18/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (17)

17. Passar por cima das nossas feridas.
Os humanos sofrem imenso. Muito, para não dizer a maior parte, do nosso sofrimento tem origem na relação com aqueles que nos amam… À medida que ficamos mais velhos, geralmente vamos descobrindo que nem sempre fomos bem amados.

17/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (16)

16. Deus revela-se através da compaixão.
A glória humana é consequência de se ser considerado melhor, mais rápido, mais bonito, mais poderoso ou mais bem sucedido do que os outros. A glória conferida pelas pessoas é uma glória que dimana das comparações favoráveis com outras pessoas. A glória tem um curso ascendente. Mas, como é a glória de Deus?

16/03/2017 · Lascia un commento

FP.pt 4/2017 Quando S. José dorme

Há pouco tempo vi em casa de uns amigos uma representação de S. José que me fez pensar muito. É um alto-relevo proveniente de um retábulo português da época barroca, em que se mostra a noite da fuga para o Egito. Vê-se uma tenda aberta, e, perto dela, um anjo de pé. Dentro da tenda, José está a dormir, mas vestido com a indumentária própria de um peregrino,

15/03/2017 · Lascia un commento

Caminho de Êxodo (4)

As parteiras do Egito/4 Reflexão de Luigino Bruni sobre o livro do Êxodo. ONDE COMEÇA A VERDADEIRA LIBERDADE  O céu de Deus e dos homens é sempre mais alto que … Continua a leggere

15/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (15)

15. Compaixão e mobilidade descendente.
A vida de compaixão é a vida da mobilidade descendente! Numa sociedade em que a mobilidade ascendente é a norma, a mobilidade descendente não só não é encorajada como inclusivamente é considerada imprudente, pouco saudável, senão mesmo completamente estúpida.

15/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (14)

14. O dom secreto da compaixão.
A mobilidade descendente, o ir ter com os que sofrem e partilhar as suas penas, parece que sabe um pouco a masoquismo ou até doença. Que alegria pode haver na solidariedade para com os pobres, os doentes e os moribundos? Que alegria pode haver na compaixão?

14/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (13)

13. Transforma o meu pranto em dança.
Mas é precisamente aqui, na dor, na pobreza ou na fraqueza que o ‘Dançarino’ nos convida a levantar e a dar os primeiros passos. É dentro do nosso sofrimento, e nunca fora dele, que Jesus entra na nossa tristeza, toma-nos pela mão, puxa-nos gentilmente, fazendo-nos ficar de pé, e convida-nos a dançar

13/03/2017 · Lascia un commento

FP.pt 3/2017 Quaresma – Meditações do Papa Francisco

FP Português word FP.pt 2017-3 Quaresma – Meditações do Papa Francisco pdf    FP.pt 2017-3 Quaresma – Meditações do Papa Francisco Quaresma – Meditações do Papa Francisco A Quaresma é … Continua a leggere

12/03/2017 · Lascia un commento

Êxodo (3) Libertações e espinhos

O encontro decisivo da vida de Moisés deu-se durante um dia normal de trabalho. Moisés era um estrangeiro e precisava de trabalhar para ganhar a vida; como Jacob, que trabalhava para Labão, como muita boa gente do seu tempo e do nosso.

12/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (12)

12. Oportunidade de escolher a alegria.
Pode parecer estranho dizer que a alegria é o resultado das nossas escolhas. Com frequência imaginamos que algumas pessoas têm mais sorte do que outras e que a sua alegria ou tristeza dependem das circunstâncias da sua vida – sobre a qual não têm controlo. No entanto, temos uma hipótese de escolha, não tanto em relação às circunstâncias da nossa vida, quanto em relação à maneira como reagimos a essas circunstâncias

12/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (11)

11. Encontrar a alegria.
Jesus revela-nos o amor de Deus para que a sua alegria seja a nossa e para que a nossa alegria seja completa. A alegria é a experiência de saber que somos amados incondicionalmente e que nada – doenças, falhanços, quebras emocionais, opressão, guerras ou mesmo a morte – pode privar-nos desse amor.(…) É frequente descobrirmos a alegria no meio da tristeza

11/03/2017 · Lascia un commento

Êxodo (2) O grito que nos faz ricos

A primeira oração que aparece na Bíblia é um grito, um bramido ao céu que se ergue de um povo oprimido. Nunca será libertado quem primeiro não tiver experimentado a necessidade de libertação, quem não tiver gritado, acreditando ou esperando que haja alguém, do outro lado ou do alto, a acolher o seu grito.

10/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (10)

10. Orar incluindo tudo Uma última característica da oração do coração é que ela inclui todos os nossos interesses. Quando entramos com a mente no coração e ali ficamos na presença de Deus, então todas as nossa preocupações mentais se transformam em oração.

10/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (9)

9. Orar incessantemente
A pergunta de como seguir a ordem de Paulo: “Orai incessantemente” foi fundamental no hesicasmo desde a época dos monges do deserto até a Rússia oitocentista. Há muitos exemplos desse interesse nos dois extremos da tradição hesicástica.

09/03/2017 · Lascia un commento

Êxodo (1) O amor não faz cedências ao poder

O amor não faz cedências ao poder: É um olhar de mulher que nos salva dos impérios.
Sempre houve impérios e ainda hoje os há. Mas agora estamos a deixar-nos adormecer por eles e cada vez mais se torna difícil reconhecê-los. E não os reconhecendo, não se lhes dá o seu nome verdadeiro, não se sente a opressão, não se inicia qualquer caminho de libertação.

08/03/2017 · Lascia un commento

QUARESMA com Henri Nouwen (8)

8. Orar com orações breves.
No contexto de nossa cultura verbosa, é significativo ouvir os monges do deserto nos aconselhando a não usar palavras em excesso: “Perguntaram ao aba Macário: ‘Como se deve rezar?’ O ancião respondeu: ‘Não há, em absoluto, necessidade de fazer longos discursos; basta estender a mão e dizer: Senhor, como queres e como sabes, tem misericórdia.

08/03/2017 · Lascia un commento

San Daniele Comboni (1831-1881)

Inserisci il tuo indirizzo email per seguire questo blog e ricevere notifiche di nuovi messaggi via e-mail.

Segui assieme ad altri 1.373 follower

Follow COMBONIANUM – Formazione Permanente on WordPress.com
dicembre: 2017
L M M G V S D
« Nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

  • 151,417 visite

Disclaimer

Questo blog non rappresenta una testata giornalistica. Immagini, foto e testi sono spesso scaricati da Internet, pertanto chi si ritenesse leso nel diritto d'autore potrà contattare il curatore del blog, che provvederà all'immediata rimozione del materiale oggetto di controversia. Grazie.

Tag

Aborto Advent Advento Adviento Africa Afrique Alegria Ambiente America Amor Amore Amoris laetitia Anthony Bloom Arabia Saudita Arte Arte cristiana Arte sacra Asia Bibi Ateismo Avent Avvento Bellezza Benedetto XVI Bibbia Bible Biblia Boko Haram Book of Genesis Bruno Forte Cardinal Newman Carême Chiamate in attesa Chiesa China Chrétiens persécutés Church Cibo Cina Cinema Colombia Confessione Contemplazione Cristianesimo Cristiani perseguitati Cristianos perseguidos Cuaresma Cuba Cultura Curia romana Daesh Dialogo Dialogo Interreligioso Dialogue Dio Diritti umani Domenica del Tempo ordinario (A) Domenica del Tempo Ordinario (C) Domenica Tempo ordinario (C) Donna Ecologia Economia Ecumenismo Enciclica Enzo Bianchi Epifania Estados Unidos Eucaristia Europa Evangelizzazione Fame Famiglia Famille Family Família Fede Fondamentalismo France Gabrielle Bossis Genesi Gianfranco Ravasi Giovani Giovedì Santo Giubileo Gregory of Narek Guerra Guglielmo di Saint-Thierry Gênesis Henri Nouwen Iglesia India Iraq ISIS Islam Italia Jacob José Tolentino Mendonça Kenya La bisaccia del mendicante La Cuaresma con Maurice Zundel La Madonna nell’arte La preghiera giorno dopo giorno Laudato si' Le Carême avec Maurice Zundel Lectio Lectio della Domenica - A Lectio Divina Lent LENT with Gregory of Narek Le prediche di Spoleto Libia Libro del Génesis Libro dell'esodo Libro della Genesi Litany of Loreto Litany of Mary Livre de la Genèse Livro do Gênesis Madonna Magnificat Maria Martin Lutero martiri Matrimonio Maurice Zundel Medio Oriente Messico Migranti Misericordia Mission Missione Morte México Natale Nigeria Noël October Oração Pace Padre nostro Padri del Deserto Paix Pakistan Papa Francesco Papa Francisco Pape François Paraguay Paul VI Paz Pedofilia Perdono Persecuted Christians Persecution of Christians Persecuzione anti-cristiani Persecuzione dei cristiani Pittura Pobres Pobreza Politica Pope Francis Poveri Povertà Prayers Preghiera Profughi Quaresima Quaresima con i Padri del Deserto Quaresma Quaresma com Henri Nouwen Raniero Cantalamessa Rifugiati Rosary Sacramento della Misericordia Santità Scienza Sconfinamenti della Missione Settimana del Tempo Ordinario Silvano Fausti Simone Weil Sinodo Siria Solidarietà Spiritualità Stati Uniti Sud Sudan Synod Terrorismo Terrorismo islamico Testimoni Testimonianza Thomas Merton Tolentino Mendonça Turchia Uganda Vatican Vaticano Venerdì Santo Viaggio apostolico Violenza Virgin Mary Von Balthasar

Categorie